Galo segue sem vencer no Brasileirão

 

Foto: Bruno Cantini / Atlético

Em um jogo equilibrado o Atlético empatou com o Palmeiras em 0 a 0 no estádio Allianz Parque, em São Paulo. Empatar com o Palmeiras e Flamengo não é um resultado ruim, ainda mais sendo esses times mandantes. São equipes fortes e candidatos ao título mesmo que não ocupem no momento as primeiras colocações. O problema foi perder para o Fluminense e empatar com a Ponte Preta ambos em casa.

Roger não pode contar com Marcos Rocha, Elias e Adilson. Na lateral colocou Alex Silva. Ele mandou bem! Jogou seguro e marcou bem o adversário. No meio, Roger entrou com Rafael Carioca, Yago, Otero e Cazares. Essa composição do meio de campo deixa muitos espaços vazios e cai um pouco a qualidade. Nessa hora, bate uma saudade do Elias… Ele cobre esses espaços, tem maior qualidade e velocidade. Essa escalação trouxe dificuldade para o time de sair com a bola.

Aos 42 minutos do primeiro tempo, o árbitro marcou pênalti a favor do Palmeiras em disputa de bola entre Fred e Edu Dracena. Um pênalti que não aconteceu, foi apenas contato de jogo. Foi quando aconteceu o momento mais emocionante do jogo, afinal, a estrela de São Victor voltou a resplandecer e evitou que William abrisse o placar. Essa foi a segunda vez que Victor defende pênalti cobrado por William. O primeiro foi em Setembro de 2015 no clássico Cruzeiro e Atlético válido pelo Campeonato Brasileiro, o jogo terminou por 1 a 1, no estádio Mineirão, em Belo Horizonte.

No segundo tempo, Roger sacou Fred e Robinho. Valdívia estreou no lugar do Fred. Rafael Moura entrou no lugar de Robinho. Com a entrada de Valdívia; Otero e Cazares jogaram mais abertos e o time passou a criar mais. O passe de finalização precisa ser mais caprichado. A última alteração atleticana foi a entrada do Maicosuel no lugar do Otero. Será que foi o jogo de despedida dele? Será que vai para o São Paulo? Cenas dos próximos capítulos, “coming soon”…

Na próxima rodada do Brasileiro o Atlético encara o Avaí, às 19h30, no Independência. Temos certeza que nessa partida sairá nossa vitória e a arrancada rumo às primeiras colocações da tabela. Seguimos acreditando!

 

Hei, Galo!

Saudações Alvinegras!

#paixãodopovo

Comente aqui...

comentário

Maria Marques

Apaixonada pelo Cruzeiro desde criança, quando assistia aos jogos sentada ao chão junto ao meu pai que me ensinou a vibrar, xingar, reclamar, desistir, retornar, defender e atacar. Pra mim "Existe um grande clube na cidade​/que mora dentro do meu coração​/eu vivo cheio de vaidade​/pois na realidade é um grande campeão​"!