Está ficando divertido

Montagem: fan-page Vascão da Zoeira

E lá se foram 22 rodadas. Quem já era tido como virtual campeão começa a tropeçar e já acumula duas derrotas seguidas diante de sua torcida contra equipes que estavam na Zona de Rebaixamento, provando que o futebol brasileiro não tem nenhum time acima da curva. Quem já era dado como um dos rebaixados certos venceu dois dos três últimos jogos e confirma a certeza de que ninguém está neste campeonato apenas cumprindo tabela.

O meu Vasco estava com técnico interino e acumulava cinco rodadas de jejum, mas conseguiu uma vitória surpreendente – e com autoridade – sobre o Fluminense no sábado passado, pulando da perigosíssima 16ª para a 12ª colocação. Agora abriu três pontos de vantagem sobre o Z4 e está exatamente a esta mesma distância do G6. Onde vai parar e pelo quê vai brigar? Melhor não palpitar!

Os fatos citados nos dois primeiros parágrafos desta resenha derrubam a tese de que um campeonato de pontos corridos sempre será monótono e sem graça. Quer enredo mais empolgante e cheio de alternativas do que o do Brasileirão atual?

Ninguém pode soltar o grito de campeão nem ninguém precisa jogar a toalha tão cedo. Os pontos deixados pelo caminho agora, por conta da priorização de outras competições (Libertadores, Sul-Americana ou Copa do Brasil), podem – e devem – fazer muita falta ao final da 38ª rodada deste certame.

Daí a importância de se ter elencos fortes, equilibrados e bem preparados tanto física, quanto técnica e até mesmo emocionalmente, pois a avalanche de emoções que vêm por aí é a única certeza possível de se antecipar desde já.

Nisso sim dá para apostar!

#SOLADADOBACALHAU: e foi só o camarada sair do rival sem-teto e vir para a Colina Histórica para ser rebatizado como “Zenedine Ricardo”. Viva o futebol!!!

 

 

Comente aqui...

comentário

Maria Marques

Apaixonada pelo Cruzeiro desde criança, quando assistia aos jogos sentada ao chão junto ao meu pai que me ensinou a vibrar, xingar, reclamar, desistir, retornar, defender e atacar. Pra mim "Existe um grande clube na cidade​/que mora dentro do meu coração​/eu vivo cheio de vaidade​/pois na realidade é um grande campeão​"!