Na última manhã de domingo o Galo empatou em 2 a 2 com a Ponte Preta em casa. Sim, meus amigos, mais um tropeço em casa. O time estava totalmente desorganizado, desatento e sem qualidade.

No primeiro tempo, houve um controle maior do jogo pelo Atlético. Aos 36 minutos, Cazares lançou para Marcos Rocha e este deu um belíssimo passe para que Robinho finalizasse. Mesmo sem muitas inspirações ou grandes lances o Galo foi para o vestiário com vantagem no placar.

Já no segundo tempo, o apagão que antes vimos em jogos contra o Fluminense e Paraná voltou a acontecer. Em cinco minutos tomamos 2 gols. Aos 2 e aos 4 minutos Lucca entrou fácil na zaga e foi decisivo. Um absurdo. As falhas individuais atrapalharam todo o time. Adilson, que não fazia uma boa partida, paralisou diante do ataque da Ponte. Nem pra acompanhar a jogada… Logo em seguida foi substituído por Maicosuel, pois sentiu a coxa.

Aos 12  minutos, Rafael Moura entra no lugar de Cazares. Ainda assim o time não conseguiu chegar a área da Macaca. Robinho foi substituído por Otero aos 29 minutos e aos 35, Rafael Moura, de cabeça, empatou o jogo. E fala sério! Tomar pressão da Ponte no Indepa é inaceitável! Time que quer ser campeão não pode empatar com equipe de nível médio/baixo. A defesa está cada dia mais vazada, foram 7 gols em 3 jogos. Gols de pura desatenção.

As substituições realizadas pelo técnico Roger Machado não surtiram efeito. Adilson saiu machucado e provavelmente vai desfalcar o time nas próximas partidas. Seu substituto, Maicosuel, entrou mal. A saída de Cazares deixou a equipe sem criação. O equatoriano foi um dos melhores da equipe atleticana no domingo.  Ainda não vimos o estilo do Roger. Sabemos que a última partida mexeu com ele, pois deu um grito quando o Adilson dormiu no gol do adversário e mostrou nas suas entrevistas irritação com a postura do time. A equipe precisa se encontrar no campeonato Brasileiro e o técnico sacar uns caras que já estão precisam de banco já tem um tempo.

 

Hei, Galo!

Saudações Alvinegras!

#paixãodopovo

 

 

Comente aqui...

comentário