Virada da alegria

Com O show de Robinho, o Galo venceu de virada o clássico contra o Cruzeiro no último domingo. Apesar do equilíbrio do primeiro tempo, criamos muito pouco e saímos para o vestiário com o adversário na frente no placar.

O TIME voltou para o segundo tempo com outra cara e com sangue nos olhos. O técnico, Oswaldo de Oliveira, colocou Yago no lugar de Roger Bernardo. Roger Bernardo não fez um bom primeiro tempo, mas colocar o Yago, pra nós, não mudaria muita coisa. – E não é que eu estávamos erradas! – Yago marcou a saída de bola do Cruzeiro e já deu uma melhorada no time.

Aos dez minutos da segunda etapa, o técnico substituiu Valdívia por Cazares. E cinco minutos depois nascia o primeiro gol do Atlético de uma cabeçada do Otero! OLHA O GOL!

Fotos: Bruno Cantini / Atlético

E a estrela do Robinho brilhou tanto que despertou invejinha de vários sistemas solares. Aos 21, Robinho fez grande jogada na área, driblou seu marcador e chutou no canto para virar o placar no Mineirão. OLHA O GOL!

Fotos: Bruno Cantini / Atlético

Aos 35, Robinho cortou seu marcador e chutou colocado para fazer um golaço… inesquecível, Galo 3 a 1. – OLHA O GOL! –

Fotos: Bruno Cantini / Atlético

Robinho foi decisivo no clássico. O melhor em campo. Essa foi a melhor partida dele no ano. A gente fica se pergunta por que não teve essa regularidade durante o ano? O que nos faz pensar, afinal o ano já está chegando ao seu fim sobre sua recontratação. O contrato dele termina no fim de 2017 e achamos que só deveria renovar caso o Galo conseguisse uma vaga na Libertadores 2018 caso contrário não. Ele é um excelente jogador, mas tem um salário igualmente proporcional a sua semirregularidade no time. Se ele tivesse nos presenteado com mais exibições como as de domingo, com certeza o time estaria bem melhor colocado nas competições deste ano e iríamos querer revê-lo no elenco de 2018.

 

 

#VaiPraCimaDelesGalo

#paixãodopovo

Galo empata com o Palmeiras no Horto e deixa escapar o G6

Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG

O Atlético empatou em 1 a 1 com o Palmeiras nesse sábado no Independência. Gols de Deyverson (Palmeiras) e Fábio Santos (Atlético). Esse empate, nós colocamos na conta do Rogério Micale. O Palmeiras estava jogando com 2 a menos que o Galo e não conseguimos a vitória.

E como estamos aqui para apontar o dedo na sua cara, Rogério Micale, vamos aos erros cometidos:

  • O Alex Silva sofreu pênalti  de Egídio aos 26 minutos do primeiro tempo. E quem foi bater? FRED?!… NÃOOOOOooo. Foi aí que o sr. Micale pecou. O batedor tinha que ser o Fábio Santos. E não me venha com esse papo de que o time tem dois batedores e que o primeiro tinha que ser o Fred, pois não cola não, meu querido! O Fred está numa fase tenebrosa e deixa-lo bater a penalidade não ajuda em nada.  Resultado? Vimos o Fernando Prass defendendo a cobrança do Fred.
  • Aos 12 minutos, o sr. Micale substituiu Adilson por Robinho. PQP MICALE! O Adilson foi um dos melhores no primeiro tempo, dominando o meio de campo. Então o técnico saca um volante e coloca mais um atacante. Virou uma bagunça.
  • Aos 22 minutos, outro erro: Cazares foi substituído por Yago. O sr. Micale resolveu retomar a formação inicial do jogo. Outro equívoco. Cazares, não vinha fazendo uma das suas melhores partidas, mas criou algumas jogadas. Foi quando o sr. treinador Micale perguntou para o Cazares se ele queria permanecer no campo, o jogador fez sinal de positivo para o comandante. Por que então foi substituído? Por que então o sr. treinador perguntou? WTF?  O técnico volta com o volante, Yago, mas de qualidade inferior. Afinal, Yago não é do mesmo nível do Adilson.
Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG

O time voltou utilizar os chuveirinhos na área do adversário. Na falta de qualidade para adentrar tocando bola na área, o Galo voltou a utilizar o estilo de jogo que já se mostrou ineficiente. O juiz apitou muito bem. Marcou 3 pênaltis na partida. Dois para o Galo e um para o Palmeiras. Tivemos duas defesas, sendo a primeira do Prass e a segunda do São Vitor.

 

#VaiPraCimaDelesGalo

Saudações Alvinegras!

#paixãodopovo

 

O “profeta” voltou: Hernanes é o novo reforço do São Paulo

Hernanes volta ao futebol brasileiro para tentar ajudar o São Paulo a sair da zona da degola

hernanes voltou sao paulo
Hernanes, o “profeta “, retorna ao Tricolor (foto: saopaulofc.net)

Hernanes está de volta ao São Paulo. O meia, conhecido pela habilidade com a bola nos pés e também por suas “profecias” retorna após sete anos atuando no futebol internacional (Europa e, desde fevereiro deste ano, no Hebei Fortune, da China). Continue lendo “O “profeta” voltou: Hernanes é o novo reforço do São Paulo”

Mesmo na zona de rebaixamento, São Paulo é o primeiro em posse de bola

Estatística não ganha jogo: São Paulo é o time que mais fica com a bola no Brasileirão 2017

São Paulo Posse de Bola
Com a bola no pé ► Pelo menos em um quesito o São Paulo lidera o Brasileirão 2017

Os números nem sempre estão sintonizados com os resultados obtidos em campo. Pelo menos é esta lição que fica da análise dos dados referente à posse de bola no Brasileirão 2017. Apesar de ocupar posição cativa na zona de rebaixamento, o tricolor paulista lidera no quesito posse de bola.  😯  Continue lendo “Mesmo na zona de rebaixamento, São Paulo é o primeiro em posse de bola”

Palmeiras lidera o Brasileirão 2017 no quesito pênaltis a favor

Equipe alviverde teve seis penalidades em 14 rodadas

palmeiras penalti

O pênalti marcado a favor do Palmeiras diante do Vitória na 14ª rodada do Campeonato Brasileiro levou a equipe alviverde à liderança!  🙄  Continue lendo “Palmeiras lidera o Brasileirão 2017 no quesito pênaltis a favor”

Em jogo fraco tecnicamente, Chapecoense bate o São Paulo

Equipe de Chapecó se afasta da zona da degola e afunda o São Paulo

Chapecoense 2 x 0 São Paulo

Deu sono. A partida entre Chapecoense e São Paulo pode ser considerada uma das piores do Brasileirão 2017. A vitória do time da casa por 2 X 0 não foi capaz de omitir o fraco futebol apresentado. Ao São Paulo cabe mais uma vez juntar os cacos e amargar mais uma rodada na zona de rebaixamento.

Como foi o jogo – Chapecoense 2 x 0 São Paulo

Foi difícil a vida do editor de imagens que trabalhou no confronto entre Chapecoense e São Paulo para selecionar os melhores momentos do primeiro tempo. Um chute despretensioso de Seixas que bateu na trave e um chute bem colocado de Lucas Pratto de fora da área foram os únicos lances que merecem destaque.

No segundo tempo a toada continuou a mesma. Muitos passes errados, praticamente nenhuma jogada trabalhada e apenas muita força de vontade dos jogadores.

O resultado só começou a ser construído após a entrada do atacante Túlio de Mello, em seu primeiro toque na bola, o centroavante da Chapecoense usou a cabeça para deixar a equipe na frente.

O São Paulo não teve força para reagir. O desentrosamento é visível no tricolor paulista. Não bastasse, no final da partida, o lateral Júnior Tavares tentou sair driblando na defesa, perdeu a bola e propiciou o lance que decretou o placar final na partida.

Lucas Marques, chutou no canto direito de Renan Ribeiro e fez o segundo da Chapecoense.

Posição na tabela e Próximos jogos

Com a vitória a Chapecoense chega aos 18 pontos e se afasta um pouco da zona da degola , ocupa agora a 13ª posição. Já o Tricolor Paulista estaciona nos 12 pontos, na 18ª posição. Se o campeonato terminasse nesta rodada o São Paulo amargaria seu primeiro rebaixamento.

O São Paulo vai tentar a reabilitação na próxima quarta-feira, 19/07, em casa, contra o Vasco. Já a Chapecoense, no mesmo dia, vai até a Vila Belmiro enfrentar o Santos.

Palmeiras sofre, mas vence o Vitória em casa

Equipe alviverde sai atrás, mas consegue a virada

palmeiras 4x2 vitoria Dudu
Dudu foi o destaque do jogo com dois gols

Com gols de Roger Guedes, Dudu (2) e Mayke o Palmeiras venceu o Vitória por 4×2 ( William Correia e David, fizeram para a equipe baiana).

O resultado leva a equipe alviverde aos 22 pontos e a 5ª colocação no Brasileirão 2017. O Vitória estaciona nos 12 pontos e continua na incômoda 19º colocação, na zona de rebaixamento.

Como foi o jogo – Palmeiras 4 x 2 Vitória

O Palmeiras enfrentou na manhã deste domingo, 16/07, o Vitória, no Allianz Parque. Além dos três pontos em disputa, para o Palmeiras valia a recuperação após a derrota para o arquirrival, Corinthians, na rodada anterior do Brasileirão.

O Vitória saiu na frente com um belo gol de William Correia. Mas ainda no primeiro tempo, o time da casa conseguiu a virada. primeiro com um gol de pênalti convertido por Roger Guedes e depois com Dudu.

 

No segundo tempo o lateral-direito Mayke e novamente Dudu fizeram para o Palmeiras. David, aos 39’, diminuiu para o Vitória. Final: Palmeiras 4 x 2.

Próximos jogos

Na próxima rodada, a 15ª do Brasileirão 2017, o Palmeiras vai até o Rio de Janeiro enfrentar o Flamengo. Já o Vitória joga em casa contra o Grêmio.

Atlético perde mais uma vez em casa para o Santos

 

Mais um desastre do time alvinegro diante da maravilhosa torcida. O Atlético Mineiro foi derrotado pelo Santos com gol do Daniel Guedes, acreditem!!! aos 48 do segundo tempo. *&$#@#

Onde está problema do time? No técnico? Nos jogadores? Ambas as opções. Uma certeza nós temos: não é na torcida! Que fez a sua parte torcendo e vibrando o tempo todo. Os jogadores têm qualidades individuais, mas quando estão juntos, não dão certo.  Nessa última partida faltou vontade, e quando isso falta, a técnica também desaparece. A sensação é que esse elenco joga quando quer. Assistindo o jogo sentimos a imensa falta de um jogador de referência, aquele que seria um maestro e quando percebemos que nem no banco temos esse jogador, bateu a bad. Que saudade do Luan, que na ausência da técnica, usa a raça. Vimos a torcida sair do Horto decepcionada, pois assistiu seu time do coração apático, constatando que o time não esforçou pra ganhar! Isso é doído, viu!

O time não engrena DE JEITO NENHUMMMMMMM. Uma irregularidade que assusta, pois temos um bom elenco e outras competições para disputar.

As três partidas que o Galo perdeu em casa: Fluminense, Atlético-PR e Santos; teve um número alto de cruzamentos. O time cruzou 57 vezes contra o Santos e acertou apenas 13 (22,8% de acerto). Esses adversários jogaram fechados, afinal o Galo TINHA moral no Independência. O time encontra grande dificuldade de penetrar nos adversários jogando pelo meio e a solução, que não deu certo, foi realizar os cruzamentos. E como mostram as estatísticas e placares, não deu resultado positivo. Os erros nas finalizações continuam gritantes. Fred desperdiçou a penalidade, bateu mal demais, com displicência e sem garra. *&$#@#

PS: Victor defendeu pênalti batido por Kayke e sem rebote. Esse cara é FODAAAAAA!!!!!

 

Domingo, o Galo jogará contra o Atlético Goianiense no Estádio Olímpico de Goiânia. Se em casa o alvinegro tem pisado na bola, jogando fora a campanha do Galo é a quarta melhor. Reage Galão! #EuAcredito #VaiPraCimaDelesGalo

Hei, Galo!

Saudações Alvinegras!

#paixãodopovo

 

Galo vence o clássico contra o Cruzeiro no Horto

Foto: Bruno Cantini / Atlético

O Atlético Mineiro ganhou, de virada, o clássico, por 3 a 1, no Independência no último domingo. O Galo perdeu o capitão Leonardo Silva, dando um susto na torcida logo no início do jogo. O zagueiro sentiu e foi substituído por Bremer. Logo após a saída do capitão, Thiago Neves abriu o marcador para o Cruzeiro, aos 5 minutos do primeiro tempo. E quase ampliou em seguida, numa cobrança de falta defendida por Victor. O adversário dominou os 20 minutos iniciais, o jogo era tenso, o juiz precisou chamar os capitães dos times para acalmar os ânimos , era reclamação de ambos os lados. O técnico Roger Machado, percebendo o buraco formado no meio de campo, adiantou Roger Bernardo, distanciando assim do Bremer e Gabriel. Desta forma, o Atlético foi tomando o controle e crescendo na partida. Aos 47,  Cazares, em uma bela cobrança de falta, empatou a partida. E Fred, aos 49, balançou as redes após um belo cruzamento de Alex Silva. Viramos ainda no primeiro tempo!

Foto: Bruno Cantini / Atlético

A segunda etapa do jogo foi mais equilibrada e menos tensa que na primeira. O Galo administrou a vantagem do placar. O adversário não conseguiu mostrar bom desempenho como no início do primeiro tempo. O time de Roger Machado se fechou e aproveitou os erros do rival em contra ataques perigosos. Foi em um desses que o Galo marcou o seu terceiro gol. E quem marcou de novo? FREDDDDDDDD. ELE NÃO PERDOA.

E no fim da partida, o que acontece? O quê? O jogo é paralisado por dez minutos devido a falta de iluminação no estádio. Será que o Kallil estava nos arredores do Indepa? kkkkkkk… Acho que não. E foi aí que vimos uma das cenas mais lindas dessa torcida. Todo mundo cantando, vibrando, com as luzes dos celulares acesas. A torcida deu um show e não só nesse momento, e sim o jogo inteiro. Empurrou o time mesmo quando o placar não era favorável. Essa sim, é a torcida que conhecemos.

Foto: Bruno Cantini / Atlético

Todos os jogadores entraram concentrados no clássico, mas vale ressaltar dois: Cazares e Fred. Do primeiro somos suspeitas de falar, somos fans demais, o “menino” joga fácil. Ele vem crescendo em campo novamente e é decisivo. Já o segundo, no meio de semana, foi expulso em partida contra Botafogo pela Copa do Brasil. Não faz isso com a gente não Fred! 🙄  Você é o nosso centroavante, pô! Voltando ao clássico do domingo, ele foi essencial no resultado positivo do time.

Enfim, ELES TREMERAM DE NOVO!

 

#VaiPraCimaDelesGalo

Saudações Alvinegras!

#paixãodopovo