Atlético Mineiro x Flamengo: escalação e assistir ao vivo, pela TV e online

Assistir Atlético Mineiro x Flamengo ao vivo




Assistir Atlético Mineiro x Flamengo ao vivo e online [VER ABAIXO]; partida será realizada neste domingo, 13/08,  no Independência, às 16 horas

Continue lendo “Atlético Mineiro x Flamengo: escalação e assistir ao vivo, pela TV e online”

E a vaca foi pro brejo!!!

flamengo br17Isso mesmo caros amigos rubro negros, no Brasileirão 2017, não esperem o título. São incríveis 15 pontos de diferença para o líder Corinthians faltando apenas uma rodada para o fim do primeiro turno. Nem mesmo uma campanha gloriosa como a do segundo turno de 2009 levaria o Flamengo ao título, impossível talvez não seja, mas sejamos honestos, a equipe corintiana joga hoje o futebol mais efetivo de todas as edições do campeonato nacional com incríveis 81% de aproveitamento e segue invicta.
Por outro lado, a equipe rubro negra tem demonstrado um time forte, um dos melhores elencos do Brasil, mas nada efetivo, principalmente nos momentos cruciais, apesar de ser a segunda equipe com menos derrotas (3) no G6, foram 8 empates e 7 vitórias. Não conseguimos nenhuma vitória contra os times que estão a frente na classificação, em ótimas apresentações diante de Corinthians, Grêmio, Santos e Palmeiras, alcançamos apenas 2 pontos.
Falta uma rodada para o fim do turno, com certeza a rodada mais importante para definir como será o segundo turno rubro negro, uma vitória pode recolocar o Flamengo pelo menos na briga pelo vice campeonato e melhor classificação para libertadores, levando em conta que as demais equipes pouparão jogadores para seus confrontos do meio de semana. Por outro lado uma derrota pode iniciar uma grave crise, jogadores têm contestado às decisões do técnico Zé Ricardo e a torcida já pede sua saída, na melhor das hipóteses, uma reestruturação traria um novo gás ao time. Para não perder o cargo, o técnico rubro negro deverá mudar suas convicções, principalmente a de bancar Márcio Araújo como titular, foram feitas mudanças em todas as posições, mas o volante segue intocável no esquema proposto e essa teimosia pode ser o ponto final da carreira de Zé Ricardo no Flamengo.

Impressões sobre o maior Clássico do Brasil

flamengo brasileirao 2017

O que se esperar do confronto entre os times de maior torcida do Brasil? Emoção, muita emoção…e foi o que o técnico Zé Ricardo ofereceu aos torcedores rubro negros ao iniciar a partida com a dupla de zaga Réver/Juan e manter Márcio Araujo como volante, além de Pará e Trauco nas laterais, típico de quem não fez a lição de casa…e engano de quem acredita que o Flamengo fez pressão sobre o líder. O Corinthians vem ao longo do campeonato se portanto da mesma maneira, é um time que sabe “sofrer pressão” e impor seu jogo, apesar das várias chances de gol, até mesmo num corte contra o patrimônio que milimetricamente carimbou o travessão, a maior chance de gol foi de Jô em ótima defesa de Diego Alves.
Mas porque tanta reclamação quanto à troca de Vaz por Juan? E quanto aos laterais?
Todos que acompanham o campeonato brasileiro 2017 sabem da qualidade e velocidade corintiana em contra golpes, mas Zé Ricardo optou por uma defesa lenta e pesada, a melhor opção seria iniciar com Rômulo e Réver, uma zaga no mínimo um pouco mais veloz e inteligente, como dito pelo comediante Marcius Melhem ao longo da transmissão da TV Globo: “não entendo como sempre levamos o mesmo gol, foi assim nos jogos da libertadores, nos jogos contra Cruzeiro, Grêmio, Santos….” a bola sempre passa entre a defesa rubro negra e encontra um atacante livre. Contra o Corinthians foram pelo menos 3 lances assim, um gol mal anulado, um gol onde o lateral Pará poderia ter cometido a falta ainda longe da área e um lance de defesa incrível de Diego Alves.
E quanto a Márcio Araujo?
Penso que Zé Ricardo deveria assistir mais vídeos dos jogos de seus adversários e também do rubro negro, não é possível que ali no campo ele não veja o quanto Márcio Araujo atrapalha o jogo, sempre posicionado errado no ataque e fazendo marcação a distância na defesa, sua única função é correr atrás dos meias e mesmo assim no lance do gol ele não acompanhou a jogada.
Me pergunto como um time que tem Diego e Everton Ribeiro, o jogador que mais recebe a bola é Márcio Araujo. Todos os adversários sabem disso e deixam a bola chegar ao volante.
Apesar das criticas, Zé Ricardo fez boas alterações no segundo tempo, salvo pela ótima atuação de Arão, Berrio e Vinicius Junior, mas que não ilude a massa rubro negra, o time precisa mudar, Diego tem deixado a desejar, Everton Ribeiro precisa ser mais efetivo, Guerrero jogando isolado e a defesa segue como teste para cardíacos.

Análise otimista após 4 rodadas

Os críticos seguem secando os 3 favoritos, não lembram eles que no último ano alguns dos líderes ao final da quarta rodada e mesmo das seguintes, terminaram o ano rebaixados ou próximos ao Z4.

Entre os 3, comparando resultados e desempenhos, o cenário aponta o flamengo à frente na tabela, foram 3 empates e uma vitória com bom saldo.

Porque o flamengo está à frente? Primeiramente devido à eliminação na Taça Libertadores, o clube terá a atenção maior voltada para o Campeonato Brasileiro, segundo porque nos 4 jogos disputados, 2 em casa e 2 como visitante, o flamengo conquistou 1 vitória e 3 empates, sendo os empates contra times da libertadores: 1 contra adversário tido como favorito ( Atlético-MG ), 1 como visitante contra o perigoso e forte Atlético-PR além do clássico contra o Botafogo e uma vitória fora contra o lanterna Atlético-GO.

Comparando aos resultados de Atlético Mineiro e Palmeiras, o primeiro com 3 empates ( 2 desses contra Flamengo e Palmeiras como visitante e um contra a Ponte Preta em BH ) e uma derrota em casa para o Fluminense, enquanto o milionário Palmeiras obteve uma vitória convincente contra o desestruturado Vasco, duas derrotas contra os pretendentes à sul-americana Chapecoense e São Paulo e um empate contra o Atlético-MG, o Flamengo precisa aproveitar a sequência de jogos contra adversários considerados mais fracos para avançar rumo à liderança.

Somar pontos nesse começo de campeonato é importante, mas é preciso ser regular para terminar campeão. De forma otimista podemos avaliar positivamente a equipe do Flamengo, neste início de campeonato o técnico Zé Ricardo tem usado seu conhecimento de elenco para evitar derrotas apesar dos desfalques, podemos inclusive citar o bom uso do garoto Vinicius Junior, que entrou mais cedo no clássico contra o Botafogo e fez poeira na ponta esquerda, mostrando que tem personalidade e futebol para ser um dos destaques deste campeonato brasileiro.

Com a volta de Diego, Conca à disposição e a possível contratação de Everton Ribeiro, o meio campo do flamengo não ficará dependente de apenas um bom jogador, fato que foi visto nos jogos da libertadores após a contusão de Diego, além de dar mais opções táticas e técnicas ao treinador.

Quanto ao clássico do ultimo domingo, fica aqui a nota 7,5 para o desempenho da equipe, prejudicado novamente pela necessidade do técnico Zé Ricardo segurar o fôlego da equipe para o segundo tempo…é brincadeira jogar com 3 volantes professor!!!! Mas é o que tem pra hoje….

90 minutos que vão durar um ano

Foi uma noite apenas, mas que resumiu todo o começo de ano do maior do mundo, mesmo nas vitórias todos já falavam que o ponto fraco rubro negro era nosso segundo tempo e novamente vimos o time sofrer forte pressão de um San Lorenzo que buscou todo o tempo a virada.

flamengo eliminado libertadores 2017

Matheus Sávio provavelmente será o maior alvo das críticas por participar diretamente dos dois lances capitais, também por não ter cumprido o que se esperava, retenção de bola e puxada de contra ataque, mas lembremos que Matheus Sávio não é Diego, estreante em libertadores, inexperiente, mesmo tendo feito gol em cima do galo Mineiro, o jovem não seria a melhor opção para mudar o jogo.

Zé Ricardo infelizmente errou ao trocar Berrio por Rômulo, acabou chamando o adversário para seu campo, o colombiano segue mal, errando em todos os fundamentos, é veloz, recompõe bem, mas não acerta um passe. Zé Ricardo tem uma visão ímpar do time que tem em mãos e do andamento do jogo, quando o time está mal ele faz mudanças certeiras, mas especificamente ontem, com o time até bem durante todo o primeiro tempo e parte do segundo, colocar 3 volantes, um meia inexperiente e 3 zagueiros, foi pedir pra tomar gol.

Brasileiro precisa deixar essa mentalidade do “jogamos para não perder”, um time de elenco e estruturado como o Flamengo precisa jogar pra cima, se portar como grande.
No grupo mais forte da libertadores, a maior posse de bola e número de chances criadas de nada serviram, um dos times que conquistaram mais pontos como visitante no último brasileiro, na libertadores em 9 não conseguiu nem mesmo 1, e foi esse 1 ponto que fez a diferença para a desclassificação precoce.

Viremos agora a chave, de volta ao Brasileirão, novamente como visitante contra o “perigoso” Atlético Goianiense. Talvez seja o jogo ideal para voltar a pontuar fora, no mínimo 3 por favor, e Sr Zé Ricardo: Vinicius Júnior titular!!!!!!

A primeira impressão

Em um jogo movimentado, o que se viu foi 90 minutos dignos de dois postulantes ao título, um tempo para cada com o mesmo futebol apresentado nos estaduais, com destaque às sempre ousadas e inovadoras mexidas de ambos os técnicos, vale aplaudir Zé Ricardo dando aula de como estrear uma jovem promessa no elenco de cima.

estreia vinicius junior flamengo 2017
Vinícius Júnior, 16 anos, fez estreia com a camisa profissional do Flamengo (Fotos: Gilvan de Souza / Flamengo)

Foi o tempo onde jovens craques foram queimados, vistos como esperança e jogados à fogueira. Zé Ricardo soube ouvir a arquibancada colocando Vinícius Junior no segundo tempo, mas também manteve suas convicções relacionando Matheus Sávio entre os titulares e dando mais tempo para Berrio se adaptar, coisa de quem conhece o “maior do mundo”, suas tradições e a magia do manto rubro negro.

Talvez todos tenham voltado os olhos para o jovem Vinícius Junior de apenas 16 anos, mais novo estreante do Brasileirão 2017, estreando contra o galo mineiro, concorrente direto e com forte elenco em campo. Foi uma estreia simples, sem um grande lance de efeito, mas foi o batismo tão aguardado.

A torcida colaborou, vibrou até mesmo quando o jovem foi vencido pela ansiedade, o time sempre procurando sua participação e como bom conhecedor da prata da casa, Zé Ricardo como um pai carinhoso, que ensina o filho a andar de bicicleta, diz ao jovem: – “Vai lá brincar um pouco.” Ele sabe dos riscos e por isso soube o momento certo, o jeito certo, ele sabe que mesmo indo para o Real Madri, Vinícius Junior ainda é Vinícius Junior, jovem franzino e com um caminho a percorrer proporcional ao tamanho de seu talento.

Voltando a falar do jogo, visivelmente o elenco titular segue cansado, buscando o resultado nos primeiros minutos e segurando ao máximo sem apelar para a retranca. Guerrero que até então carregava o time, desta vez foi apenas regular, espero que tenha sido apenas uma exceção no ótimo ano vivido pelo atacante.

Seguindo seu principal jogador, a nota para o time em geral, pela apresentação discreta no segundo tempo e pela disposição nos primeiros 45 minutos, fica em 6,5.

Aguardemos o que a quarta feira nos reserva.