Puro êxtase!

Êxtase= arrebatamento do espírito; enlevo; contemplação do que é divino, sobrenatural, maravilhoso (Dicionário Aurélio).

Em êxtase, “maravilhado” (como costuma dizer o prof. Abel), é assim que estou ao escrever estas tricolinhas! A impressão ao assistir a partida de ontem é de que era a última rodada do campeonato, e que Galo e Flu estavam disputando o título do Brasileirão. Foi um jogão, cheio de emoção! Quando o Time de Guerreiros entra em campo, eu só tenho três certezas: nós vamos tomar gol(s), nós também vamos fazer gol(s) e, se tiver pênalti, se o Ceifador bater, vai ser gol. Este, por sua vez, continua distribuindo ceifadas com a sua armadura dourada. Na minha opinião, Henrique, ontem, queria mostrar para nós, tricolores, que nós podemos sentir saudades do Fred, mas que ele também dever ser reconhecido e aplaudido. Eu te aplaudo de pé, nobre Ceifador!!! A zaga do Galo (um dos pontos fracos da bela equipe mineira) não deu conta de segurá-lo, ele fez o pivô, deu passe para gol e ainda bateu um pênalti majestoso (poucos têm este recurso), mantendo os 100% de aproveitamento na marca da cal. Foi o “Cara” do jogo! Além dele, o Flu também teve outros destaques, como o Nogueira. Demorei a perceber que era ele o titular da zaga ao lado do capita Henrique, pois estava muito seguro no jogo, ganhava todas as bolas por cima e teve um momento que ele deu até um carrinho na pequena área. Como temos mania de sempre querer descobrir um novo Thiago Silva, acho que encontramos! E o que falar do menino Wendel, de 19 anos – o Makélélé de Xerém? Sem palavras! Acho que nem precisamos mais de contratações. O garoto joga de volante, meia, lateral, zagueiro e atacante. Está em todas as jogadas! É o motor do time! Vencer no Horto é para poucos, e o Galo vinha de 11 jogos sem derrota, ninguém esperava a nossa vitória, somente nós, tricolores. Mas vencemos e convencemos, mesmo contra a vontade do árbitro que deu 6 min de acréscimo. Isso mesmo, 6 min! Nunca vi isso nem em Copa do Mundo, mas jogo que segue… Depois da partida de ontem, eu afirmo: somos protagonistas deste excelente Brasileirão!!!

 

Jogo rápido:

  1. Muito boa a volta do Mito Scarpa. Jogou mais que o esperado;
  2. A contusão do Sornoza preocupa, logo agora que o nosso meio de campo ficou mais equilibrado. Acho que o time é esse com o maestro equatoriano e o Scarpinha. A outra vaga fica entre Richarlison e Welington Silva, quem estiver melhor, joga;
  3. 250 vezes Abelão!!! Merecido!!! Como é bom ter um técnico torcedor!!!

 

Abs tricolor!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ceifou!

E a manhã de domingo foi DOURADA…

Depois de três derrotas seguidas e o fantasma dos últimos dez jogos sem vitória do Brasileirão passado, a atuação do Flu, ontem, era uma incógnita, que tratou de ser ceifada logo aos 3 min da partida. Henrique, o nosso ceifador, foi o destaque do jogo e, apesar de não ter muita técnica, compensa essa falta com muita entrega dentro de campo e um excelente posicionamento, além de oportunismo. E, hoje, o dia de todos nós tricolores amanheceu DOURADO por causa dele. Lacramos o Santos! Mas algumas considerações importantes devem ser feitas:

  1. O nosso time ainda carece de equilíbrio, principalmente no meio de campo. Tal setor precisa estar mais compacto para que a nossa defesa não sofra tanta pressão;
  2. O lema “a melhor defesa é o ataque” é a nossa arma de jogo. O Flu quando parte pra cima do adversário e marca no campo de ataque é avassalador. Neste ano, pouquíssimos times conseguiram segurar o nosso ataque. Porém, quando o Santos fez o seu primeiro gol, nosso time recuou demais e é aí que mora o perigo! Nossos volantes, Orejuela e Wendel (a maior revelação brasileira depois de G. Jesus e Mito Scarpa) não são exímios marcadores. Eles possuem como característica a movimentação e boa saída de bola;
  3. O Flu desse ano, o jeito de jogar, me parece muito com o time de 2012, quando fomos tetra campões (contra-ataque rápido e gol certeiro!), mas nos falta o equilíbrio na marcação;
  4. Sornoza – o novo Conca!;
  5. Henrique – seleção! Só o Tite que não vê!

Quarta-feira vamos encarar o Grêmio pela Copa do Brasil, primeiro jogo das oitavas, em Porto Alegre. Será um jogão! Temos mais time!

Léo >>>> Léo Moura (sei que é sacanagem a comparação, mas tive que fazer)

Ceifador >> >>Barrios (prometo não mais forçar a barra)

Henrique >>>>Geromel (se jogassem juntos, o segundo não seria nem banco do primeiro)

 

Abs tricolor!

 

Que Flu é esse?

Fluminense Brasileirão 2017

A pergunta que não quer calar: como será o nosso Fluzão no brasileirão? Tal indagação, meus amigos, vem diante das últimas apresentações do nosso time – final do carioca e derrota para o Liverpool (URU), na Copa Sul-Americana. Esta última partida, por sinal, foi a pior do ano. Meu deus, parecíamos o time do Vasco!!! Não acertamos um passe, o nosso ataque foi nulo e a nossa marcação muito ineficiente, principalmente por causa do nosso meio de campo. Orejuela, nosso homão da porra, caiu muito de produção, e está virando uma espécie de terceiro zagueiro.  Aquele passe em profundidade e o toque fino na saída de bola não existem mais. Abelão precisa arrumar a casa rapidamente. Nossos adversários já descobriram o nosso sistema de jogo. Richarlison e Wellington Silva já entram em campo marcados desde a entrada para os vestiários. O Fluzão de marcação alta, ataque mais matador do Brasil e com intenso volume de jogo anda meio sumido. Precisamos que ele apareça logo e volte a nos dar alegria e pesadelo nos adversários. Dessa forma, acredito que chegaremos longe no Brasileirão! Domingo já temos jogo, e vamos com tudo! O Santos deve ir a campo com um time misto, pois tem jogo da Libertadores na quarta. Jogaremos em casa, no Maracanã. Tem tudo pra dar Fluzão!!!

Análise do time do Flu:

  • Necessitamos de contratações. Nosso time é a conta do chá e nos falta experiência em alguns momentos. O jogo contra o Liverpool (URU) foi um exemplo disso. Na minha opinião, precisamos de pelo menos um zagueiro experiente para jogar ao lado do capita Henrique, um lateral esquerdo que cruze bem as bolas e um centroavante que saiba jogar fora da área.

Meus palpites para o Brasileirão 2017:

  • 1) Galo (elenco muito forte, com jogadores experientes e um excelente técnico)
  • 2) Palmeiras (melhor elenco do Brasil e com o Cuca)
  • 3) Fluzão (palpite modesto!)
  • 4) Vice de 87
  • 5) Santos
  • 6) Sport (verdadeiro campeão de 87)

Z4:

  • 17) São Paulo
  • 18) Avaí
  • 19) Atlético GO
  • 20) Vasco